Pare de Ler e Escreva!

Pare de Ler e Escreva!

17 de março de 2019 Sem categoria 0

“Foi-me perguntado (nunca falha) que conselho daria eu a um jovem aspirante a escritor, e eu respondi como sempre: não ter pressa (como se eu não a tivesse tido nunca) e não perder tempo (como se eu não o tivesse perdido jamais). E ler, ler, ler…” Foi isso que disse Saramago nos Cadernos de Lanzarote (1993).

É consenso que ler é parte integrante do processo de escrita. Um escritor deve ser apaixonado por leitura. É a regra! Quanto mais se lê, melhor se escreve. Por quê?

A leitura abre novos horizontes criativos, faz você ter ideias. Lendo, você descobre novas técnicas narrativas e se familiariza com diversos estilos e estéticas. Ler amplia seu vocabulário e melhora consideravelmente a compreensão textual. Isso, sem falar no prazer de ver-se parte integrante de uma boa história. Tudo de bom!

Sim, ler é tudo de bom! Mas NÃO PARA SEMPRE!

Vejo escritores que se escondem atrás dos livros (dos outros). Escritores que lêem tanto, mas tanto, que se esquecem – ou se esquivam – de escrever. Acredite, você pode aprender a procrastinar mesmo exercendo uma atividade.

É óbvio que você precisa – e vai – ler dezenas, centenas de livros. E é fato que isso o ajudará a escrever melhor. Sim, é fato! Contudo, ninguém disse que você precisa ler 10 ou 100 ou mil livros ANTES de escrever. Isso está errado!

Não é ler tantos livros que vai fazer com que você escreva. Colocar a leitura como tarefa prévia pode simplesmente tirar de você sua própria escrita. Não use a leitura como desculpa para não começar ou terminar a sua história. Use-a como motivação.

Quando você sentir a necessidade de escrever, não importa quantos livros já leu ou quer ler, deixe os outros de lado e vá ao encontro do seu próprio livro. Ler é uma tarefa para sempre, sim. Mas não impede que você comece a criar também.

Entenda, você pode ir melhorando sua escrita com a leitura, mas nunca estará preparado ou atingirá a perfeição só lendo. Se você quer escrever, você precisa escrever. Parece lógico, mas pense se você não está esperando pelo momento perfeito, aquele que trará um vocabulário magnífico e fará com que seu livro seja um clássico mundial.

Sinto dizer: esse momento mágico não existe. Então, feche o livro que você está lendo por um minuto e abra o caderno ou o Word. Dedique-se a sua história e tenha em mente que, algum dia, algum jovem escritor talvez a esteja lendo e aprendendo com ela.

Mas, lembre-se que isso só vai acontecer se você parar de usar os livros dos outros como desculpa. Só vai acontecer se você parar de esperar pelo momento mágico. Só vai acontecer se você se deixar escrever!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *